top of page

Se depender do setor  do comércio, folia em  BH está garantida

Atualizado: 13 de jan.


Um dos carnavais mais famosos do Brasil, o de Belo Horizonte tem tudo para se tornar ainda mais especial em 2023. Além de ser um momento simbólico, após a pandemia da Covid-19, a festa recebeu apoios importantes.


Nos próximos dias, o Sistema Fecomércio MG e ACMinas irão se reunir com a Prefeitura de Belo Horizonte e a Belotur para garantir apoio para a realização da próxima edição do Carnaval da capital mineira.


Na manhã do ultimo domingo, 9, o presidente da Fecomércio MG, Nadim Donato, recebeu a visita do presidente da Associação Comercial e Empresarial de Minas – ACMinas, José de Anchieta da Silva. No encontro, foram tratados assuntos importantes para Belo Horizonte e todo o Estado de Minas Gerais, entre eles a realização do Carnaval em Belo Horizonte.


"Passamos por uma pandemia em que o Carnaval de Belo Horizonte, evento de iniciativa popular, foi cancelado por dois anos consecutivos. A Fecomércio MG, SESC SENAC e ACMinas vão se esforçar para continuar valorizando a festa que mais movimenta a cidade durante o ano. A presença de turistas na cidade movimenta bares, redes de hotéis e logo depois beneficia o setor do comércio em geral", destaca Nadim.  


A movimentação econômica prevista é de R$ 623 milhões, sendo R$ 320 milhões no setor de bebidas e alimentos. A previsão é que mais de nove mil vagas de emprego sejam geradas, além de 15 mil vendedores ambulantes credenciados. Segundo a prefeitura, o público esperado para este ano é de 5 milhões de foliões e cerca de 250 mil turistas. "É muito importante para a economia local a realização do Carnaval em Belo Horizonte", ressalta José Anchieta da Silva, presidente da ACMinas




bottom of page