• Criação Team

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte celebra 38 anos

Nesta segunda-feira, 28, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte celebra 38 anos. Porta de entrada do Estado, o local ampliou seu papel no desenvolvimento socioeconômico da região.





Nesta segunda-feira, 28, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte celebra 38 anos. Porta de entrada do Estado, o local ampliou seu papel no desenvolvimento socioeconômico da região.


Nos últimos sete anos, período em que está sob a concessão da BH Airport, o aeroporto viveu uma fase de transformação. Os investimentos em infraestrutura e na modernização das instalações foram superiores a R$ 1 bilhão. O aeródromo ganhou em conectividade e em movimentação de passageiros. E, apesar dos impactos da pandemia da Covid-19 nos últimos dois anos, a expectativa é chegar, em 2022, a fluxo de 10 milhões de pessoas.

“É preciso valorizar toda a história do aeroporto. Minas Gerais está no centro do país, tem uma localização estratégica e conta, hoje, com um equipamento cada vez mais inovador, sustentável e eficiente para conectar o Estado com o mundo. Durante esses 38 anos, muitas foram as mudanças realizadas e, desde que assumimos a concessão, tivemos a oportunidade de contribuir ainda mais para elevar o patamar dos serviços prestados a passageiros, visitantes e comunidade aeroportuária. Os desafios foram intensos, mas os resultados mostram que estamos no caminho certo. Em 2020, fechamos o ano com 4,8 milhões de passageiros. No ano passado, foram cerca de 7 milhões e, agora, caminhamos para novo crescimento”, avalia Kleber Meira, CEO da BH Airport.

Todos os investimentos realizados até o momento contribuíram para que o aeroporto se tornasse referência nacional e internacional. Durante a concessão, foi construído o Terminal de Passageiros 2, que se integrou ao terminal principal e ampliou a capacidade do aeroporto para 32 milhões de passageiros por ano. Essa infraestrutura possibilitou a atração de novos voos, tanto domésticos como internacionais, e elevou a qualidade de atendimento aos passageiros.


No final do ano passado, foi dado início ao projeto de modernização do Terminal de Passageiros 1, o que demandará recursos da ordem de R$ 100 milhões. Nas obras estão previstas a ampliação das áreas comerciais, assim como a revisão dos fluxos e processos – que englobam raio-X, check-in, restituição de bagagens, salas e portões de embarque. O objetivo é oferecer ainda mais conforto e comodidade aos usuários e também ampliar o mix de lojas.


“Quando você olha rapidamente para o passado e para o aeroporto hoje, vê claramente que temos um equipamento moderno, eficiente, que atende as necessidades dos usuários. Do terminal, nos conectamos diretamente a 50 aeroportos, sem necessidade de nenhuma conexão aérea, entre destinos domésticos e internacionais. Recebemos novamente a Certificação de Saúde da ACI, o que comprova a nossa preocupação com a segurança das pessoas em tempos de pandemia. Além disso, temos o Selo Verde, o que também demonstra o nosso compromisso com as práticas globais de ESG (Environmental, Social and Corporate Governance – Governança Ambiental, Social e Corporativa). Tudo isso reflete no mercado e também na avaliação dos passageiros”, avalia o CEO da BH Airport.

Reconhecimento

Nesta segunda-feira, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte participa da edição 2022 do Prêmio Aeroportos + Brasil. O terminal está entre os finalistas por estar entre os mais bem avaliados pela Pesquisa de Satisfação do Passageiro ao longo de 2021.


Nos levantamentos, realizados pelo Ministério da Infraestrutura, com a coordenação da Secretaria Nacional de Aviação Civil, o aeroporto permaneceu entre os melhores. Foram registrados resultados favoráveis em diversos aspectos, como limpeza geral, inspeção de segurança, processo de check-in, bem como em conforto da sala de embarque.


Novidades

De olho na experiência dos passageiros e visitantes, o aeroporto inaugura também hoje a Passarela Mineira, uma área de convivência, localizada ao lado da Starbucks, no primeiro pavimento. Futuramente, esse espaço será ponto de conexão com outras áreas do aeroporto.


Para completar, neste dia 28, será lançado o retrofit dos sanitários localizados em frente ao check-in 1. Em fevereiro, já havia sido entregue a reforma dos banheiros localizados em frente ao check-in 2. Com as obras, os sanitários ganharam um novo conceito visual com troca de itens, como iluminação, torneiras, espelhos, sanitários, lixeiras, papeleiras, bem como a inserção de um espaço instagramável para que os usuários possam garantir um clique do seu aerolook. Com essas conclusões, está prevista a modernização de outros sanitários pelo saguão.


Malha aérea em expansão

O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte está atento em ampliar a sua conectividade nacional. No dia 27 de março, começaram as operações das novas rotas da Latam para Vitória, no Espírito Santo, e Curitiba, no Paraná. A primeira contará com 14 frequências semanais e a segunda dez frequências semanais.


“Estamos em um momento de alta gradual da movimentação de passageiro e atentos as necessidades dos passageiros. O lançamento de novas rotas pelas companhias aéreas é sempre uma oportunidade de oferecer mais conectividade e impulsionar ainda mais o aumento de voos. Certamente, essas duas conexões da Latam para Vitória e Curitiba vão atender os mineiros”, conclui o CEO da BH Airport.

Aeroporto em números

  • Capacidade para operar 32 milhões de passageiros por ano;

  • 26 pontes de embarque, sendo três exclusivas para operações internacionais;

  • 9 esteiras para devolução de bagagens;

  • 17 canais de inspeção de passageiros;

  • 27 elevadores e 14 escadas rolantes;

  • 4.625 vagas de estacionamento;

  • 44 posições para aeronaves;

  • 70 toneladas/ano de capacidade atual de carga;

  • 40% dos passageiros utilizam o aeroporto para conexão a outros destinos;

Foto: Divulgação BH Airport