KTM 250 SX-F é do Brasil

Marca holandesa decide iniciar a produção de uma de suas motocicletas off-road na unidade industrial de Manaus (AM).



A KTM começou a nacionalizar a 250 SX-F 2023, que se torna a primeira moto de motocross da marca produzida em Manaus (AM). O modelo foi lançado neste ano na Europa, com design atualizado e motor mais potente.


O diretor-geral da marca holandesa no Brasil, Fábio Campos, afirma que essa SX-F é a primeira de muitas off-road que a empresa pretende nacionalizar. “Outros modelos virão na sequência", revelou o executivo, durante a última etapa do Arena Cross, disputada em São Paulo, no dia 20 de agosto, quando houve o anúncio oficial.


Nesta moto, a KTM informa ter implementado um conjunto de atualizações, a fim de centralizar as massas, garantir menor peso e o melhorar efeito "anti-squat". O resultado disso é uma melhor aplicação da potência nas saídas de curvas. Segundo o fabricante, pedaleiras mais centralizadas evitam o risco de prender nos sulcos mais profundos.


O novo chassi desta holandesa é hidroformado, cortado a laser e soldado por robô. Por isso, consegue realocaras massas para mais perto do centro de gravidade e com parâmetros de flexão longitudinal e torção calculados para absorção de energia. Significa que o chassi atua como uma espécie de "amortecedor" e proporciona mais facilidade de manuseio, portanto menos fadiga na pilotagem por muitas voltas.


A suspensão dianteira WP XACT traz recurso pneumático com reservatório de ar, tubos de 48 mm e regulagens divididas. Já a suspensão traseira conta com um novo amortecedor WP XACT que produz uma consistência nas pistas e mais segurança durante os longos e exigentes treinos ou corridas. Outra novidade é que ambos os sistemas de amortecimento são ajustáveis e sem nenhuma ferramenta.


O motor de 249,9 cc de cilindrada é monocilíndrico quatro tempos, que gera 47 cv. Com peso total de 26,11 quilos está projetado para corresponder conforme o manuseio, com aumento de potência caso seja o desejo do piloto nas médias e altas rotações.


Um item importante nesta KTM é o Launch Control ou controle de largada. A 250 SX-F oferece ainda o sistema Quickshifter, que proporciona ao piloto trocar as marchas sem mesmo desacelerar e encostar na embreagem.


Para acionar o controle de largada basta apertar os botões desses recursos ao mesmo tempo: a eletrônica então vai ajustar a melhor tração e evitar o excesso ou baixa potência, assim como a perda de controle.


Fábio Campos afirma que novos produtos da KTM vão ser nacionalizados.


Fotos: Divulgação CC / KTM


Posts recentes

Ver tudo

Per Lui