Novo C3 é o hatch que pretende ser SUV

Compacto da Citroën estreia motorização 1.0 da Fiat e plataforma variante para produtos de outras categorias da marca.



Um pequeno hatch que deseja ser tratado com um SUV. Assim pode-se definir o novo Citroën C3, fabricado em Porto Real (RJ), que chega às concessionárias da marca do País neste mês.

Além de novo design e bem mais completo que aquele do passado, este modelo marca a estreia do fabricante francês na categoria dos 1.0 litro. Ele também inaugura a plataforma chamada da CMP, que dará origem a outros veículos de outras categorias (sedã, pick-up e etc).


O principal concorrente do C3 é mesmo o Renault Kwid, mas todos os demais hatchs pequenos na mesma faixa de preço acabam que também são rivais no mercado. O novo carro da Citroën tem sete versões para escolha do cliente, algumas 1.0 e umas 1.6 16V.


São elas: Live 1.0 (R$ 68.990,00), Live Pack 1.0 (R$ 74.990,00), Feel 1.0 (R$78.990,00). Feel 1.6 16V (R$ 86.990,00), Feel Pack 1.6 16V automático (R$ 93.990,00), Firts Edition 1.0 (R$ 83.990,00) e First Edition 1.6 16V (R$ 97.990,00).


O design do C3 destaca os faróis afilados que remetem às engrenagens bihelicoidais criadas por André Citroën. Eles receberam uma nova leitura com linhas duplas que começam por meio das luzes de condução diurna (DRL) de LEDs nos faróis bipartidos e cruzam toda a dianteira até o centro. O para-choque será na cor preta. Abaixo dos faróis ficam as luzes auxiliares de neblina.

Nas laterais, o modelo tem barras de teto longitudinais que passam pelos vincos que saem das extremidades da carroceria. Pode receber ainda os Airbumps, elementos posicionados na parte inferior das portas para proteger a carroceria.


Com 3,98 metros de comprimento e 2,54 metros de entre eixos, o novo C3 tem posição de dirigir elevada. Sua altura é de 1,60 metro por 1,73 metro de largura.


O interior é cheio de elementos cromados nas saídas de ar-condicionado laterais verticais. Todo o painel é em dois tons, com um elemento central na cor Cinza Steel ou Azul Metálico cruzando horizontalmente todo o conjunto.


A central multimídia Connect Touchscreen tem 10 polegadas. Ela reúne os comandos de configuração, rádio, bluetooth e integração com smartphones. O conjunto pode ser controlado pela tela sensível ao toque ou por comandos integrados ao volante. Para completar a conectividade há três conectores USB de recarga rápida, sendo dois voltados para o banco traseiro e um no console central, próximo do conector 12V.


O novo C3 chega ao Brasil com duas opções de motores: o 1.6 16V da família EC5 com até 120 cv e 15,7 kgfm e o 1.0 Firefly de até 75 cv e 10,7 kgfm – este último já resultado da sinergia com a Fiat, já que ambas as marcas hoje pertencem ao Grupo Stellantis.



FOTOS / Divulgação CC / Citroën


Posts recentes

Ver tudo

Per Lui