O Amor Vencedor



Ontem, 28 de junho, foi o Dia do Orgulho LGBTQIA+ ou simplesmente Dia do Orgulho Gay.


“O principal objetivo da data é conscientizar a população sobre a importância do combate à homofobia para a construção de uma sociedade livre de preconceitos e igualitária”. Incrível! Em pleno Século 21, a gente ter que combater preconceito. Mais inacreditável é ainda existir gente preconceituosa.


Ainda bem que; preconceito? Quebrou, não tem mais jeito e, “como uma onda, nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia”.


Assim, de outro jeito, bem interessante e agradável, comemoramos o dia 28, na noite do dia 27, no casamento de meus queridos amigos, Thiago Romano e João Eugênio.


Foi uma honra, um prazer, com muitas emoções.


Vida louca, vida breve, vida leve, vida vira. Dia 25 de março de 2020, Thiago e João ilustravam foto e matéria, no jornal O Tempo, testemunhando a “dor e a delícia” do isolamento.


Os dois apareciam na cozinha, preparando um macarrão, com cara de quem pegou Covid-19 e não gostou. E pegaram mesmo!


E escaparam mesmo! “A Cura e Dancin’ Days”. Mais de dois anos depois, ontem, no Facebook, lá estavam os dois, enlaçados num lindo e forte abraço, logo depois do “sim”, tomando o mundo feito Coca-Cola.


O macarrão triste e o abraço amoroso comprovaram a tradicional promessa de casamento, nem sempre cumprida: “Prometo estar contigo na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-te, respeitando-te e sendo-te fiel em todos os dias de minha vida, até que a morte nos separe”.


Nós; seletos amigos e amigas do casal, estávamos na plateia, aplaudindo e torcendo pelos “últimos românticos”. E repito: foi muito bonito, marcante, emocionante.


Viva o amor que constrói; que é forte e sempre vence. Mesmo nos acréscimos do segundo tempo.


Casamento bacana, recheado de palavras bonitas. Vitória e superação de tudo, recebendo amor, carinho e respeito das famílias de ambos.


Thiago e João casaram-se um dia antes do Dia do Orgulho Gay. Prepararam o terreno, começaram a comemorar com antecedência. Depois, adivinhem o que! Que aproveitem a lua de mel, que também começou antes.


De minha parte, fico cantando, infelizmente sem a voz de Milton Nascimento, “Paula e Bebeto”, que poderia ser um hino: “Êh, vida, vida, que amor brincadeira, à vera. Eles se amaram de qualquer maneira, à vera. Qualquer maneira de amor vale à pena

Qualquer maneira de amor vale amar”.


Thiago & João, “tudo de bão”! Paz, amor e saúde! Muitos anos de vida e tudo de ótimo!


Que vocês continuem fazendo juntos, tudo o que sempre fizeram lado a lado: amor, amizades, arte e ofícios.


Que a união de vocês seja o exemplo mais acabado e bonito para esses tempos modernos, bem diferentes, mas que, de vez em quando, gaguejam, tropeçam.


Opa! Ainda na página do Thiago, no Facebook, vi que, um dia antes do casório, Thiago e João estavam no Palácio das Artes, curtindo o show de Lulu Santos. A foto dos três juntos dizia: “Que noite especial, com o querido Lulu, que sempre embala o nosso amor… Obrigado pelo carinho de sempre e por dar som a tantos momentos especiais nas nossas vidas”.


Se for assim, termino assim. “Se quando um certo alguém desperta o sentimento, é melhor não resistir e se entregar”.


João e Thiago, que um seja esse alguém do outro e que juntos, entreguem-se porque, de repente Califórnia!