Parque de Exposições da Gameleira recebe cavalos Campolina e Quarto de Milha



Depois de três anos longe da capital mineira, a 42ª Exposição Nacional Campolina está de volta ao Parque de Exposições Bolivar de Andrade, também conhecido como Parque de Exposições da Gameleira. A iniciativa acontece juntamente com o 2º BH Horse Show (BHHS), da raça Quarto de Milha.


"O evento está ainda mais forte, pois envolve duas raças, o que acontece pela primeira vez", destaca o presidente de uma das organizadoras do evento, a Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Campolina (ABCCCampolina), Carlos Plinio Siqueira. São esperados ao todo cerca de 800 animais juntando-se as duas raças, oriundos de várias partes do país.


O encontro das duas raças acontece de 3 a 10 de setembro, sendo o início do BHHS, no dia 07. A expectativa é que cerca de 80 mil pessoas visitem o evento, que oferece opções para toda família com shows, espaço kids e fazendinha, boutique do Campolina, praça de alimentação com 16 restaurantes, boate, além de programação técnica, julgamentos de Marcha e Morfologia e três leilões cuja expectativa de negócios é da ordem de R$ 3 milhões.  


Em sua 2ª edição, chancelado pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), o BH Horse Show traz a maior prova do Ranch Sorting do país, esporte que teve origem nos Estados Unidos, por volta de 2006, e que vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil. "É o esporte equestre que mais cresce hoje no país, conhecido como esporte da família, já  que todos podem participar", observa o coordenador do BHHS, Dênio Melo.


Inspirado nas atividades do dia a dia do manejo com o gado no campo, o objetivo é que os participantes façam apartação de animais do rebanho entre currais, de maneira organizada. A premiação desta edição será a maior já dada no país e totaliza R$ 300 mil, sendo R$ 100 mil em dinheiro, além de quatro carros, cinco trailers e 12 motos.


Melo lembra de um momento importante na primeira edição do evento, que aconteceu em 2019, quando a dupla de competidores mineiros da cidade de Patrocínio, Carlos Braz e Guilherme Romão, foi a recordista mundial da modalidade, fechando a prova com o tempo final de 22s47. Até então, o recorde pertencia aos paulistas Vinícius Lélis e Guilherme Brisighello, com 23s44.


Foto: Cesar


Serviço:


42ª Exposição Nacional Campolina + 2º BH Horse Show (BHHS)



Posts recentes

Ver tudo

Per Lui