Programa desafia startups a invectivar uso do etanol nos carros flex

Stellantis Challenge Fiemg Lab propõe ainda quebrar os mitos relacionados ao combustível derivado na cana-de-açúcar e obter dados relacionados à escolha do consumidor.


Foto: Divulgação CC / Stellantis


Já estão abertas até o dia 24 deste mês, as inscrições para a segunda edição do Stellantis Challenge Fiemg Lab, programa de inovação aberta, que pretende identificar e testar novas tecnologias que atuem na solução dos desafios propostos pelo grupo automotivo, que engloba as marcas Fiat, Jeep, Citroën, Peugeot, Ram e Chrysler.


O tema do desafio deste ano é “Como incentivar o uso do etanol em carros flex?”. A ideia é encontrar soluções tecnológicas para incentivar o abastecimento com etanol e quebrar os mitos relacionados à sua utilização. Também busca encontrar maneiras de obter dados relacionados à escolha do consumidor quanto ao combustível durante o abastecimento de veículos flex das marcas Stellantis.


O concurso busca mobilizar startups para que auxiliem a empresa a fomentar a utilização do etanol a partir de uma solução tecnológica. Qualquer proposta que incentive o uso do etanol e/ou monitore a sua utilização pode participar do desafio. O programa prevê a possibilidade de contratação para realização de testes industriais remunerados. Os times selecionados na fase de Nivelamento Técnico poderão validar suas soluções, de forma remunerada, em ambientes reais de operação.


“O etanol é altamente eficiente quanto às emissões, quando comparado ao ciclo de desenvolvimento dos combustíveis fósseis, porque a cana-de-açúcar absorve de 70% a 80% do CO² liberado na produção e queima do etanol combustível”, explica o diretor de Compliance de Produto da Stellantis para a América do Sul, João Irineu.


Segundo ele, o combustível derivado da cana-de-açúcar traz benefícios para o motor e pode ser financeiramente vantajoso. “A preferência do consumidor pela gasolina, se deve, em grande parte, a uma cultura fortemente enraizada de uso deste combustível e à existência de diversos mitos sobre a utilização do etanol”, completa.

Para o gerente de Inovação da empresa para o continente, Gustavo Delgado, o desafio proposto busca ainda quebrar os mitos relacionados ao etanol, além de obter dados relacionados à escolha do consumidor quanto ao combustível.


“Esperam-se como resultados: um maior índice de consumidores optando pelo etanol, o monitoramento da utilização de etanol em carros flex, a melhoria da experiência do cliente durante a escolha do combustível e a demonstração, com transparência, das vantagens do etanol”, explica.


Os especialistas atuarão por até 12 semanas em conjunto com os times dos projetos selecionados para a execução das provas de conceito. O programa é 100% online, podendo ocorrer encontros pontuais na fase de Provas de Conceito em Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro ou São Paulo.


As propostas apresentadas pelas startups serão avaliadas entre 25 de outubro e 11 de novembro e passarão por seleção inicial pela Stellantis, para escolha de até oito soluções que apresentem projetos com maior aderência e que serão classificadas para a próxima etapa, a de Nivelamento Técnico.

Esta fase acontece entre 14 de novembro a 9 de dezembro, quando as startups e spin-offs terão acesso a especialistas da empresa para construírem e refinarem suas propostas técnico-comerciais. Serão selecionadas até quatro projetos para a próxima etapa, de contratação das soluções aprovadas para a execução das Provas de Conceito, que serão entre 30 de janeiro e 28 de abril de 2023.




Posts recentes

Ver tudo

Per Lui