Projeto de iluminação da Arena MRV é semelhante ao de estádios europeus e da Copa do Catar

Tecnologia que conta com painéis de LED, cores diversas, interatividade e cenários automatizados é apresentada durante a Confut Sudamericana, evento de negócios de futebol

O sistema de controle da iluminação oferece várias possibilidades de interações e integrações (Foto: Arena MRV/Divulgação)


A Arena MRV apresentou nesta quinta,14, o projeto de iluminação interna e externa durante na Confut Sudamericana, evento de negócios do futebol que acontece em São Paulo. O sistema é semelhante aos adotados em vários estádios europeus e competições internacionais.

O gerente de Marketing da Arena MRV, João Márcio Coelho Jr, disse que tecnologia será fortemente adotada para favorecer tanto a experiência do torcedor quanto a captação de receita. “Aproveitamos esse evento internacional para mostrar que a Arena MRV está realmente no caminho para se tornar um espaço relevante em nível continental”, acrescenta.


50 mil unidades


O projeto prevê 50 mil unidades de LED, coloridas e interativas, controladas de forma dinâmica. O sistema de controle da iluminação oferece várias possibilidades de interações e integrações, como por exemplo, o sensoriamento com o sistema de sonorização e com as mídias nos painéis de LED internos do estádio.

“Buscamos uma experiência nova, positiva. Normalmente, este tipo de iluminação é simples e estático. Teremos cores diversas, interatividade e cenários automatizados. Podemos fazer um show de luzes de acordo com o momento, integrado com a iluminação interna e a sonorização. Isso traz uma energia forte, que empolga e traz satisfação para nosso fã”, afirma o CIO do Atlético e da Arena MRV, Leandro Evangelista.

A Unilumin, empresa parceira e fornecedora, é a responsável pela fabricação e fornecimento de todo o sistema de iluminação esportiva, telões e painéis de LED que compõem os ativos digitais da casa do Galo. “Todas as nossas escolhas foram baseadas em processos muito bem estruturados e éticos, avaliamos e damos notas para quesitos técnicos, comerciais e estratégicos e escolhemos sempre o melhor para a Arena MRV e o clube”, destaca Evangelista.


Experiência única


A empresa contratada pela Arena MRV é uma das maiores do mundo no ramo e foi responsável, entre tantos outros, por projetos em estádios como o Etihad Stadium (Manchester City), Allianz Arena, de Berlim, arenas da Copa do Mundo da Rússia e do Catar e, também, dos jogos olímpicos de Londres e do Rio de Janeiro.

“A tecnologia e recursos essenciais fornecidos pela Unilumin têm o objetivo de trazer para o fã/espectador uma experiência única e memorável, mas também para o ecossistema de marcas e anunciantes, expandindo o leque de possibilidade e maximizando os resultados na criação de experiências”, ressalta o diretor de Desenvolvimento de Negócios para a América Latina da Unilumin, Marcello Marques.

A iluminação interna estará na fachada, mas também será parte do espetáculo. O sistema de iluminação esportiva é composto por projetores em LED de altíssima qualidade e desempenho, com padrões luminotécnicos acima, por exemplo, dos que são exigidos pela Conmebol. Ele também contará com projetores LED coloridos, interligados a um completo sistema de automação e gestão, que permite criar e operar incríveis espetáculos de “show de luzes”, como acontecem em partidas do futebol europeu.

“O nosso propósito é oferecer a arena mais tecnológica da América Latina, entregando bem-estar, personalização, facilidade, entretenimento e encantamento, sempre gerando impacto positivo na comunidade”, ressalta o CIO do Atlético.


Anel iluminado


Os telões da Arena MRV terão 144m² e serão de alta resolução. Além dos tradicionais, a Unilumin fornecerá um enorme “anel de LED”, de quase 600m, que reveste toda a testeira da arquibancada inferior. Também serão instalados painéis de LED nas testeiras dos túneis de acesso ao campo e da arquibancada superior.

“Todo o projeto foi pensado e desenvolvido por nós, tendo ao epicentro de requisitos este lado comercial como um dos principais pontos, assim como a experiência do público”, salienta Marques.

Segundo ele, a entrega final são estes “ativos digitais”, integrados e gerenciados por uma solução totalmente flexível e expansível, que vai entregar à Arena MRV infinitas possibilidades e será também um importante canalizador de projetos, criando novas e poderosas fontes de geração de receita.


BOA NOTÍCIA GERA NOTÍCIA BOA!

OFERECIMENTO

1/1