Rival do Brasil - o que esperar da Argentina na Copa do Mundo

Na Rússia, a Seleção Argentina foi eliminada pela atual campeã, a França.


Foto: Imagem de jcomp no Freepik


O mês da Copa do Mundo finalmente chegou e as principais seleções da atualidade se preparam para entrar em campo no Catar a partir da segunda quinzena de novembro. Entre os competidores, mais uma vez está a Seleção da Argentina, bicampeã mundial e grande rival do Brasil. A equipe pode ser um dos grandes destaques do torneio. Assim, vale a pena imaginar como a pode ser a sua trajetória ao longo da competição.


A Seleção da Argentina é uma das equipes com maior tradição no futebol sul-americano e mundial. A grande rival do Brasil já conquistou dois títulos mundiais, em 1978 e 1986, e foi responsável por revelar grandes jogadores do esporte, como Lionel Messi e Diego Armando Maradona.


Aliás, Messi pode ser mais uma vez um dos grandes destaques do mundial no Catar. O jogador do PSG não vive a melhor fase de sua carreira, mas ainda é um nome imponente que deve ser convocado para liderar a equipe com outros grandes astros e estrelas em campo.


Entre os nomes que também podem compor a seleção, estão os atacantes Lautaro Martínez (Inter) e Paulo Dybala (Roma).


A Argentina também vem de uma boa sequência para a Copa. Em julho de 2021, a equipe conquistou o título da Copa América. Já nas Eliminatórias Sul-Americanas, a equipe se classificou para o mundial com uma campanha invicta de 17 jogos, com 11 vitórias e 6 empates. Ao todo, os jogadores da “Albiceleste” anotaram 27 gols e sofreram apenas 8 em sua campanha.


Na fase de grupos do mundial, a equipe do técnico Lionel Scaloni vai ser a grande favorita de sua chave (C), mas vai enfrentar oponentes complicados: a Arábia Saudita, o México e a Polônia.


Já deu para perceber que como os outros competidores, a Seleção Argentina não terá um caminho fácil em sua campanha, mas vem de uma boa sequência de jogos e conta com várias opções de peso a seu favor para as disputas, inclusive um dos maiores nomes do esporte, Lionel Messi.


Amarelinha


É claro que os fãs de futebol também vão querer acompanhar a maior campeã de todas, a Seleção Brasileira, no torneio. A equipe do técnico Tite entra em campo a partir do dia 24 de novembro e terá como sua primeira adversária a Seleção da Sérvia.


Fora da Copa, no mercado digital, o Brasil também se prepara para lançar o segundo lote do seu Fan Token oficial na página da corretora multinacional Bitci Brasil. O ativo deve chegar em breve à plataforma da empresa.


Bitci


Fundada na Turquia, em 2018, a Bitci é uma plataforma de negociação de ativos digitais. Bitcoin, Ethereum e Criptomoedas, que garantem segurança e rapidez aos usuários durante o processo de transação.


A plataforma realiza cerca 1,2 bilhão de transações diárias e atua fornecendo soluções para o mercado, produzindo tokens para as marcas e clubes com a BitciChain.


A BitciChain, primeira rede blockchain integrada à bolsa de valores e plataforma de pagamento da Turquia, está sendo desenvolvida pela Bitci Teknoloji. A BitciChain é otimizada para fornecer a empresas e instituições a melhor adoção de blockchain.