Rodrigo Pacheco no Roda Viva

Presidente do Congresso Nacional afirma, durante entrevista, que seu papel é buscar o consenso entre as instituições.





O presidente do Congresso Nacional e do Senado, Rodrigo Pacheco, se mostrou um político mineiro raiz. Durante sua participação como entrevistado no conhecido programa Roda Viva, da TV Cultura, nesta semana, ficou claro que o senador prefere o diálogo ao confronto. “O meu papel é de busca de consenso. Por isso eu mantenho esse diálogo permanente com os ministros do Estado, com o Supremo Tribunal Federal, com o Ministério Público. Eu não preciso colocar lenha na fogueira para poder atrapalhar ainda mais o Brasil”, ressaltou.


Rodrigo Pacheco avaliou ainda que a sua função não é buscar enfrentamento com as pessoas. “O meu papel é com teses, com causas e, não, com pessoas. Eu não preciso me direcionar a nenhuma pessoa porque a minha defesa é institucional de teses que o Senado tem que defender, que é a defesa da democracia, do Estado de Direito, do sistema de votação eletrônico, das eleições, que são periódicas, e acontecerão, sim, no Brasil”, afirmou.