Scudo amplia a oferta de furgões da Fiat

Posicionado entre Fiorino e Ducato, modelo tem versões para diversas aplicações, incluindo uma com motor 100% elétrico



O efeito Stellantis chega ao segmento de furgões. O Peugeot Expert e o Citroën Jumpy, irmãos de sangue francês, acabam de ganhar um gêmeo italiano chamado Scudo. As características técnicas são praticamente as mesmas, só que tem a marca Fiat. A pré-venda do modelo começou na rede profissional, composta por apenas 200 concessionárias. Mas só dia 1º de agosto poderá ser adquirido.


Posicionado entre o Fiorino e o Ducato, dois outros furgões da marca, o Scudo é feito no Uruguai e voltado para o transporte de cargas e, portanto, mais para frotistas e motoristas profissionais, embora qualquer pessoa que tiver a CNH categoria B pode guiá-lo. A linha é composta por três versões: Cargo, Multi e a elétrica “e-”.


O furgão traz um item fundamental para quem trabalha com o veículo: o alerta de fadiga. Um aviso no painel é dado caso o motorista esteja rodando há mais de duas horas de condução com velocidade de 65 km/h e sem pausa.


O painel tem alavanca do câmbio incorporada e quadro de instrumentos digital de 3,5 polegadas com computador de bordo. Há diversos porta-objetos espalhados pela cabine.


O modelo possui 1,94 m de altura, com um comprimento de 5,3 m e com volume de 6,1 m³. A capacidade de carga é de 1,5 toneladas e pode transportar itens de até 2,8 metros de comprimento. A porta traseira bipartida possui abertura de 180 graus e a da lateral é deslizante, adaptadas para o carregamento com empilhadeira.


A versão Cargo é ideal para transportar cargas, já que oferece amplo espaço e não há compartimentos de vidros nas laterais, ou seja, os itens armazenados no compartimento não ficam visíveis. Pode ser usado como ambulância, pet shop móvel, hortifruti, oficina móvel, posto de serviço sobre rodas, loja e muito mais.


A Multi, por sua vez, conta com disposição para fiação elétrica, dispensando cortes na lataria. Assim, além de ser um furgão envidraçado, tem vocação para ser transformado conforme as necessidades dos clientes. Ele sai de fábrica homologado como veículo de carga, mas pode ser adaptado também para o transporte de pessoas. A configuração family car, com oito lugares, é ideal para quem tem família grande, pois conta com bancos reclináveis, ar-condicionado para todos os ocupantes e 850 litros de porta-malas.


Esses dois modelos vêm com motor 1.5 turbo diesel, de 120 cv e torque de 300 Nm. Com câmbio manual de seis velocidades, a capacidade do tanque é de 69 litros e o modelo possui autonomia média de 800 quilômetros.


A versão e-Scudo é a top da linha. O modelo 100% elétrico possui autonomia de 330 quilômetros e equipado com motor elétrico com 136 cv de potência (100 kW) e 260 Nm de torque imediato. O veículo foi desenvolvido sob a plataforma multienergy, com um conjunto de baterias de íons de lítio de 75 kWh, OBC de 11 kW trifásico e motor elétrico.



Fotos: Studio Cerri