Via Streaming: dicas da semana

Um dos musicais mais famosos da Broadway foi transformado em filme pela Disney Plus em um árduo trabalho de edição (Foto: Divulgação)


Hamilton


Quando a pandemia de covid-19 impôs medidas restritivas, o setor artístico foi um dos mais afetados, uma vez que todas as apresentações ao vivo foram canceladas por tempo indefinido. Porém, isso fez com que várias produções fossem realizadas de forma digital, gravadas ou transmitidas. Nesse sentido, quando a Disney Plus resolveu liberar a filmagem de “Hamilton”, fruto de gravações do espetáculo montado em 2016 - sendo essa remontagem sozinha, vencedora de 11 Tony Awards no ano em que concorreu -, foi uma grande notícia para os fãs de musical. Afinal, “Hamilton” é um dos maiores sucessos de todos os tempos da Broadway.

Unindo diversos estilos em sua trilha sonora, passando do hip-hop e R&B ao jazz, a peça tenta usar de uma linguagem mais atual para recontar a história de um dos pai-fundadores dos Estados Unidos, Alexander Hamilton, que viveu no Século XIX. O musical se propõe a resumir a vida do estadista, desde suas origens como órfão, passando pela sua mudança para as colônias americanas e adentrando na sua vida política como um apoiador ferrenho da Independência Americana, que estava sob o domínio do Reino Unido, na época. Além disso, também abordam a guerra de independência e as tentativas de organizar um novo sistema político no país libertado recentemente.


O filme “Hamilton” é fruto de um longo trabalho de edição do material gravado ao longo de três dias de apresentações, misturando tomadas de performances ao vivo, closes, câmeras fixas e visões gerais do palco. Para que o filme pudesse oferecer uma experiência imersiva e mais próxima da realidade, os 12 números musicais escolhidos foram filmados de 3 a 4 vezes, permitindo uma variedade de close-ups. Apesar do retorno aos palcos já ter acontecido por parte da classe artística, a disponibilização de “Hamilton” pela Disney Plus permite que, de qualquer lugar do mundo, possa-se ver um espetáculo em um “padrão Broadway”.


Confira o trailer de “Hamilton”:


Jogo futurístico


Estrelada por Chloë Grace Moretz, adaptação do romance cyberpunk de William Gibson chega na Amazon Prime Video em outubro (Foto: Divulgação)

Nascido nos Estados Unidos, William Gibson é considerado por muitos como um dos precursores “cyberpunk”, um subgênero narrativo de ficção científica que tem como principal ponto ambientar as suas histórias em um mundo onde a tecnologia está muito avançada mas a qualidade de vida das pessoas é extremamente baixa. Além disso, o cyberpunk busca apresentar a visão mais marginalizada dessa sociedade futurística (a contracultura), sendo muito popular desde sua origem, nos anos 1990. Um dos bestsellers de Gibson é o livro “O Periférico”, que foi lançado em 2014 e teve a sua primeira adaptação para a televisão feita pela Amazon Prime Video.


A produção chega na plataforma de streaming como um original, com data de lançamento marcada para o dia 21 de outubro e título de “Os Periféricos”, bem semelhante ao original. Além disso, a série será protagonizada pela atriz norte-americana Chloë Grace Moretz, que apesar da pouca idade (apenas 25 anos), já teve destaque em vários filmes da última década, como “Sombras da Noite”, “A Invenção de Hugo Cabret” e “A 5° Onda”. Assim como em outros originais, os episódios da produção serão disponibilizados semanalmente na Amazon Prime Video, sempre às sextas feiras, até o dia 9 de dezembro.


A história acompanha Flynne Fisher, uma mulher bastante inteligente que vive na pequena cidade de Appalachian com seu irmão e sua mãe, que é cega. Por conta disso, a jovem sempre teve que ajudar em casa. Presa em um trabalho monótono em uma loja de impressão 3D, a sua válvula de escape é jogar videogames difíceis, os quais consegue dominar com maestria. Flynne é tão boa que uma empresa lhe envia um novo jogo para que ela possa testar o seu sistema. Porém, o jogo é, na verdade, um dispositivo que lhe permite viajar anos no futuro, o que fará com que a protagonista entre numa perigosa jornada que pode colocar em risco aqueles que ama.


Assista ao trailer de “Os Periféricos”:


Nem tudo é o que parece ser


Duas amigas são levadas para escolas opostas no mundo mágico, em uma aventura que as fará conhecer quem realmente são. (Foto: Divulgação)


Na cidade fictícia de Galvadon, algumas crianças começaram a desaparecer misteriosamente. Sempre em pares, à primeira vista parecia algo aleatório, porém, logo os habitantes perceberam um padrão nesses sumiços, uma vez que uma das vítimas era sempre uma “criança de ouro” (bonita, bem-educada, popular e o sonho de qualquer pai) e a outra era considerada esquisita pelos demais. Assim, surgiu a lenda das escolas para o bem e para o mal, que seria responsável por treinar os heróis e vilões dos contos de fadas e, assim, manter o equilíbrio natural do mundo entre as forças do bem e do mal.


Tais escolas estão localizadas em um mundo encantado, do qual nem todos tem acesso. Além disso, é ela que, ao identificar potencial nas crianças, seleciona para qual lado (bem ou mal) cada uma tem mais aptidão. A nova série original da Netflix, cujo título é “A Escola do Bem e do Mal”, se ambienta nesse contexto, uma adaptação da saga de livros bestseller de Soman Chainani, publicado em 2013. A produção chegará na plataforma de streaming no dia 19 de outubro e conta com nomes bastante conhecidos no elenco, como Charlize Theron, Kerry Washington, Michelle Yeoh, entre outros.


A série tem como protagonistas as amigas Sophie e Agatha que, apesar de serem muito unidas, são praticamente opostos. Enquanto a primeira é considerada a jovem mais bonita de Galvadon e sonha em ser levada para o mundo encantado, a segunda não liga muito para sua aparência e nem para a opinião dos outros ao seu respeito. Assim, Sophie parece ser perfeita para a escola do bem e Agatha para a do mal. Porém, quando as duas são levadas pelo reitor, justamente o oposto acontece, o que leva os integrantes de cada escola a questionar se não foi cometido algum engano. Ao longo da história, as duas vão se envolver em uma grande batalha que ameaça desequilibrar as forças do bem e do mal, além de colocar em xeque a amizade das duas.


Veja o trailer de “A Escola do Bem e do Mal”:

Via Streaming

Rua Guapiara, 31/306 - Tijuca 20521-180 Rio de Janeiro/RJ www.facebook.com/colunaviastreaming colunavia@gmail.com Celular/Whatsapp (21)996452011

Posts recentes

Ver tudo

Per Lui