Violinada no Renato Quintino Gastronomia

Jantar harmonizado cheio de sabores com direito a vinhos e música de altíssima qualidade.


Imagina um concerto exclusivo com músicos de altíssimo gabarito da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais seguido de um jantar harmonizado, para poucas pessoas. Um absoluto espetáculo. Já é a segunda Violinada que Renato Quintino promove esse ano. Em média são quatro edições anuais, mas devido à grande procura esse ano o plano é fazer mais jantares com música.


Ana Zivkovic, a violinista sérvia que além de tocar violino tem uma voz memorável, está sempre presente entre os músicos da Violinada. Recebeu o primeiro lugar no Serbia State, em 1996, e os segundos lugares no Prêmio Nacional da Iugoslávia Novi Sad, em 1996, e no Prêmio Internacional em Paris.


Em duas ocasiões, Ana recebeu também o Prêmio Internacional de Streza, na Itália: em 1994, como solista, e depois, em 1995, ao lado de um trio, ocupando a segunda posição. De 2000 a 2002, integrou o Quarteto de Cordas da Orquestra de Câmara Dusan Skovran, de Belgrado e atuou como assistente de spalla na Orquestra de Câmara de Mannheim.


Antes de mudar-se para Belo Horizonte, Ana atuou na orquestra alemã Badische Staatskapelle Karlsruhe e na orquestra Neue Philharmonie Westfalen. Hoje é primeiro violino da Filarmônica de MG, dá aulas e até acompanha DJs com seu violino.


Com uma taça de espumante Courmayeur na mão, subimos para o mezanino do Espaço Renato Quintino para um pequeno show de cerca de uma hora. Em abril, Ana Zivkovic se apresentou em companhia da flauta e acordeão de Rena Xavier e o violoncelo William Neres. Interpretaram músicas clássicas consagradas e surpresas como Tico-tico no fubá e Por una Cabeza. Já em maio o show foi com Edu Santos no violão em que ouvimos canções autorais, brasileiras, peruanas e argentinas.


A lareira aquecia o ambiente enquanto a música aquecia nossos corações. Após o show de sonoridade passamos para o show de sabores.


Em dias mais quentes, começamos pelo consomê de tomate com pinoli, passamos pelo blini de salmão defumado com caviar de wasabi, dill e cebolinha, pelo arroz de frutos do mar, pelo butcher steak com fonduta, batata com ervas e cogumelos e finalizamos com scone, creme de mascarpone, figo grelhado, mel e Baiyles, sempre com boas taças em cada etapa.


Com essa onda de frio que chegou nas últimas semanas, o menu contemplou cassoulet, consomê de abóbora camarão na manteiga de sálvia e amarettino - que pratos deliciosos!


A potência do alho negro se misturou ao molho bourguignon em um caldo denso com pato e cogumelos - maravilhoso! Queijo de cabra Chevrille foi o recheio do bolo de bacalhau e para adoçar finalizamos com moelleux ao chocolat, natas, geleia de pimenta, só elegâncias. Entre vinhos portugueses, espanhóis a última harmonização foi um shot de Jack Daniels Fire.


“Na Violinada a Ana está sempre presente. Tenho um outro projeto que se chama A World Of Music, um quarteto de cordas com músicos que também tocam na Filarmônica, liderado pelo Philip Hansen, violoncelo principal da orquestra. O próximo será no dia 9 de julho”, adianta Renato Quintino sobre os próximos jantares com música.


As reservas já podem ser feitas pelo telefone/WhatsApp (31) 98876-1331 ou via Instagram @renatoquintinogatronomia por R$260 com tudo incluído, recepção com espumante, concerto e cinco pratos harmonizados.


Na época da pandemia participei do jantar on-line em que os músicos do Quarteto de

Cordas Sagarana tocaram diretamente de suas casas enquanto apreciávamos pratos preparados pelo Renato Quintino via delivery, já que era o que nos restava em tempos de medidas protetoras ao combate do coronavírus.


A experiência presencial com certeza é infinitamente mais prazerosa, ao som de instrumentos tão nobres podendo ser apreciados tão de perto. Meu tipo de programa favorito: jantar cheio de sabores, vinhos e música de altíssima qualidade.


Mais experiências gastronômicas no www.degustatividade.com.br



Fotos: Jane Linhares Fotografia


BOA NOTÍCIA GERA NOTÍCIA BOA!

OFERECIMENTO

1/1