• maio 25, 2024
  • 4 minutos

Shark, a híbrida que vem do México

Shark, a híbrida que vem do México

Pick-up da marca chinesa BYD tem interior tecnológico e motor de alta potência, eficiente e com autonomia de 840 quilômetros

Tudo no design da Shark do veículo se inspira em tubarões
Tudo no design da Shark do veículo se inspira em tubarões

A BYD vai ampliar sua linha de veículos no Brasil; A novidade se importar Shark, primeira pick-up plug-in da marca, produzida na plataforma DMO Super Híbrida Off-road que favorece o espaço interno, com uma distância entre eixos de 3.260 mm.

Leia mais:

Marcopolo celebra 75 anos

Lançada inicialmente no México, a Shark será disponível em duas versões lá: GL e GS, com preços que variam entre R$ 274 mil e R$ 295 mil (conversão direta de pesos para reais). No Brasil, a expectativa é começar a ser vendida em outubro. Preços e versões ainda não foram definidos.
Tudo no design do veículo se inspira em tubarões, daí o nome Shark. Tem uma luz de LED que atravessa toda a frente, que remete à boca aberta do temido animal dos mares, o que deixa o veículo com um aspecto de agressividade. As laterais possuem linhas fluídas que refletem o movimento de um tubarão em águas profundas. Na traseira, uma luz inspirada na nadadeira de um tubarão.

Interior da Shark é tecnológico

Desenvolvido pelo diretor de design de interior da BYD, Michele Jauch-Paganetti, o habitáculo da Shark vem com um painel de instrumentos LCD de 10,25 polegadas e uma tela multimídia giratória de 12,8 polegadas.
A aplicação da funcionalidade de heads-up display garante a projeção de informações com informações importantes para a condução sem que o motorista precise olhar para o painel. Além disso, o modelo incorpora uma câmera panorâmica ultra-wide-angle de 540 graus, que permite ao condutor observar os arredores e a parte inferior. Isso facilita a seleção da melhor rota durante a condução off-road.
O trem de força traseiro dedicado da pick-up é um sistema híbrido elétrico EHS equipado com um motor de 1.5T, que gera 430 cv de potência. Este propulsor proporciona uma aceleração de 0 a 100 km/h de 5,7 segundos.
Já a tecnologia DMO presente na Shark é responsável pela economia de combustível. Como um modelo híbrido plug-in, a pick-uo possui modos de energia dual de combustível e elétrico. Sua autonomia é de 840 quilômetros – 100 quilômetros só no modo elétrico. A bateria Blade, por sua vez, está integrada a um chassi de aço de alta resistência.

Leia mais:

Commander traz agora versão mais esportiva e motor Hurricane